A decisão do segundo bebê

Olá pessoal, tudo bem?

No início do casamento, o plano era esperar cinco anos para engravidar. O tempo passou tão depressa que a Lis chegou quando estávamos para completar nosso 10º aniversário de casamento. E foi ma-ra-vi-lho-so! Tão surpreendentemente positivo que durante a gravidez já decidimos que logo teríamos mais filhos. Por enquanto queremos três – eu sei que parece loucura, estamos bem na contra mão do sistema atual, mas até o momento é o nosso desejo.

A minha primeira gestação foi super tranquila. Tive dificuldades como acontece com todas as grávidas, porém tudo para mim era um grande aprendizado. Fui muito forte e sempre tentando ver o lado positivo do “caos”, afinal de contas eu estava realizando um grande sonho. Milhares de mulheres sonham em engravidar e passar pelas dores da maternidade, mas infelizmente não podem. Não me acho no direito de reclamar.

Entre as coisas que mais me influenciaram na decisão de ter filhos com idades próximas, está a minha experiência de infância. Eu tenho três irmãs, sim somos 4 mulheres! Uma loucura fora do normal! Agora, adultas, conseguimos conviver de forma mais pacífica (mais ou menos), porém quando crianças, as brigas eram diárias e infernais! Temos uma diferença de idade bem considerável e vejo isso pelo lado negativo. Quando eu era adolescente, desejava ser uma mocinha, mas tinha duas irmãs pentelhas de 8 e 6 anos querendo copiar tudo o que eu fazia. Isso não era muito legal!

Eu não vou mentir, estou com muito medo! Acho que vai ser super cansativo, ainda mais que toda nossa família mora longe e não podemos contar com a ajuda de ninguém. A Lis ainda é uma bebê e demanda muitos cuidados. Ela ainda mama no peito e é muito dependente.

Mas estou feliz e otimista, acredito ter sido o momento ideal já que a Lis vai ter uma companhia para suas brincadeiras e passamos o trabalho de uma vez só!

Independente dos motivos e do momento certo ou errado para ter um novo bebê na família, vale viver intensamente e insanamente a experiência de ser mãe. Os dias voam e logo tudo isso só vai ficar na lembrança e eu só quero estar certa de que fiz boas escolhas e me esforcei ao máximo para ser a melhor mãe que minhas crias poderiam ter.

Compartilhe com a gente sua ideia sobre ter mais filhos ou não e quando tê-los!

Não deixe de curtir, comentar e compartilhar!

Um super beijo e até a próxima!

Deixe seu comentário