Dicas para lidar com as birras do seu bebê

Olá Adorável Mãe!!! Tudo bem com você? Hoje vamos falar sobre as temidas Birras. Elas são parte do desenvolvimento saudável de um bebê. Afinal de contas é hora de se descobrir e testar os papais.

Birras são, infelizmente, uma situação presente na da vida de quem tem uma criança pequena. Os acessos de birra podem vir como uma tempestade de verão. Num minuto sua criança está feliz e no outro entra em fúria… fora de controle!

As Birras do bebê são normais e, uma vez que você consegue identificar as situações que desencadeiam esse momento, fica mais fácil impedir que elas aconteçam.

Tudo começa próximo a um ano de idade e, na maioria das vezes, não estão relacionadas com o seu temperamento. Ao contrário de birras das crianças mais velhas, por exemplo, as birras do bebê geralmente ocorrem devido a uma repentina perda de controle emocional e incapacidade da criança se expressar.

Abaixo listamos algumas razões para as birras do bebê e dicas de como lidar com elas:

Cansaço, Irritação:  ao perceber que está cansado e/ou irritado tente fazer com que seu filho relaxe através de uma atividade tranquila ou então faça-o dormir.

Fome: veja se o seu filho não está muito tempo sem se alimentar. Faça um lanchinho saudável ou algo para beber.

Frustração: as crianças não sabem lidar muito bem com a dificuldade de expressar seus sentimentos e emoções. Tente ajudar seu pequenino a alcançar seu objetivo ou ajude-o a superar a frustração. Outra dica importante é observar se os brinquedos estão voltados à idade correta. Seja realista, não exija demais do seu filho.

 Medo ou ansiedade: Abrace seu filho e tire-o da situação que pode estar causando esse mal-estar.

 Comunicação: Isso pode ser bem difícil para seu bebê. Calmamente, tente descobrir o que ele quer.

 Estímulo em excesso: muitas atividades, lugares muito agitados com som muito alto podem ser bem irritantes. Guarde os brinquedos, desligue a TV ou tente levar seu filho a um lugar mais tranquilo.

É importante que você converse e explique quais são as próximas atividades, mesmo que aparentemente o bebê não entenda. Se  A rotina é muito importante para que ele fique seguro quanto às atividades do dia.

A distração também é um forte aliado. Se estiver em casa, por exemplo, tente sair de casa um pouco e dar uma volta na quadra.

Uma fala num tom mais baixo e um carinho podem ajudar seu bebê a se acalmar.

Deixe sempre a criança em lugar seguro, caso ela queira se jogar no chão. Espere com toda paciência do mundo e mais uma vez lembre-se: isso não é pessoal, é um momento de frustração. Tirar o brinquedo da mão da criança, por exemplo, pode deixa-la irritada, você no lugar dela não ficaria também? – Ela ainda não sabe como lidar com esse tipo de situação, por isso choram e esperneiam.

As birras passam a ser um problema quando acontecem em crianças mais velhas e são mais frequentes (pelo menos duas vezes ao dia), se ela vem acompanhada de intensa raiva, tristeza, comportamentos como: agressão, problemas no sono, falta de apetite e extrema ansiedade de separação (quando não consegue ficar longe dos pais ou responsáveis).

Sinto muito em dizer isto, mas as birras são inevitáveis, infelizmente vamos passar por elas. Aqui em casa, tivemos poucas crises de birra, mas logo serão mais intensas, porque todo esse processo também faz parte do desenvolvimento infantil.

É realmente um assunto desafiador e amedrontador, por isso é bom estar preparada para que você saiba o que fazer quando esse momento chegar!

Compartilhe com a gente sua experiência com as temidas birras!

Não deixe de curtir, comentar e compartilhar!

Um super beijo e até a próxima!


Fonte: Jus the facts Baby, What to expect

Deixe seu comentário