Quando o desmame chegou

Olá pessoal! Tudo bem?

Na gravidez da Lis um dos meus maiores medos era não poder amamentar. Não achava que seria capaz por diversos motivos.

Quando a Lis nasceu começamos a nossa saga! Muita leitura, muita informação e muitas dificuldades. Minha meta era amamentar 20 dias! Quando cheguei ao vigésimo dia vi, que era possível ir mais longe e mês a mês avancei na batalha até que chegamos ao sexto mês de amamentação exclusiva e livre demanda! Meu coração parecia que iria explodir de tanta felicidade! Mal podia acreditar que eu tinha conseguido.

No sexto mês, quando iniciamos a Introdução Alimentar, o leite materno continuou sendo a principal fonte de alimentação da Lis. Com o passar do tempo a amamentação foi diminuindo e as mamadas tornaram-se mais espaçadas, mas sempre em  livre demanda!

O desmame noturno aconteceu aos 9 meses quando uma Consultora nos ajudou a regular o sono da Lis (Leia o post Dicas para seu bebê dormir melhor).  Infelizmente, ela havia associado o sono ao seio materno, ou seja, todas as vezes que ela acordava no meio da madrugada, eu precisava amamenta-lá para que voltasse a dormir. Isso se tornou muito cansativo e estressante.

Agora, na minha segunda gravidez muitas pessoas me aconselharam a desmamar a Lis, mas isso nunca passou pela minha cabeça.  Eu sempre desejei um desmame voluntário. Quem decidiria a hora certa para desmamar seria a minha pequena flor. Eu estava disposta a amamentar a Lis e o outro bebê se fosse preciso, mas não precisou. Sua última mamada foi aos 18 meses no dia 02 de Abril, antes da soneca da tarde. Mamou muito pouco como se tivesse mamado só para ter certeza que não queria mais.

Meu coração está partido, mas imensamente feliz e agradecida! Nunca imaginei chegar tão longe! De vez em quando eu ainda ofereço o seio para ela, mas a resposta é sempre a mesma: Não!

Eu respeitei o tempo da minha filha e isso para mim é muito valioso. Um desmame sem choro, sem manhas, sem traumas, com serenidade e muito respeito. Do jeito que eu sonhava!

Minha pequena está crescendo e amamentar com certeza foi uma tarefa muito difícil, mas também muito gratificante e emocionante!

Compartilhe com a gente sua experiência com a amamentação!

Não deixe de curtir, comentar e compartilhar!

Um super beijo e até a próxima!

Deixe seu comentário